Agricultura de conservação praticada no Alentejo para proteger solo contra a erosão

          ” Há 10 anos, Ricardo Freixial resolveu “revolucionar” a sua exploração agrícola, perto de Évora, e não se arrepende. Abandonou métodos tradicionais e adotou práticas agrícolas de proteção do solo, com ganhos agronómicos, ambientais e económicos.

“Estava a seguir técnicas que agronómica e ambientalmente não eram sustentáveis, o que fez com que eu alterasse o meu sistema de instalação de culturas”, disse o agricultor.

A partir de 2001, “rendeu-se” aos resultados da investigação de Mário de Carvalho, da Universidade de Évora (UÉvora), e adotou a sementeira direta e a agricultura de conservação.”

[FONTE: http://tv2.rtp.pt/noticias/index.php?t=Agricultura-de-conservacao-praticada-no-Alentejo-para-proteger-solo-contra-a-erosao.rtp&article=452164&layout=10&visual=3&tm=6]

Évora: Museu promove visita guiada

          “O Museu de Évora abre todas as quintas-feiras à noite com o apoio do Grupo de Voluntários.

Hoje, pelas 20:00, António Pastorinho e Ivone Girbal, voluntários do Museu de Évora, apresentam a visita guiada aos retratos das colecções de escultura e pintura do Museu de Évora.”
 

Impacto do recurso à ajuda externa nas empresas portuguesas ontem debatido em Évora

 É do conhecimento geral que a entrada da ajuda externa em Portugal traz para o nosso país medidas que vão pesar, principalmente, nos bolsos dos portugueses. Depois de assinado o chamado “memorando da troika”, ficaram definidas diversas medidas a implementar nos próximos anos, sendo que, destas, cerca de 200 serão já para 2011. O IVA vai ter de aumentar para muitos bens essenciais, os despedimentos serão mais baratos e as taxas moderadoras na saúde vão subir. A troika estabeleceu regras e prazos bem definidos. O Estado tem de iniciar a venda do BPN já este mês, assim como avançar com uma auditoria às acções que estão pendentes nos tribunais, ao mesmo tempo que tem de suspender a criação de novas entidades públicas. Até Julho, é necessário ainda iniciar a redução das indemnizações por despedimento para os novos contratos e cortar na taxa social única (TSU). Em Agosto, será feito um levantamento exaustivo dos pagamentos em atraso do Estado e 20 parcerias público-privadas serão avaliadas. Até Dezembro é preciso legislar a redução das deduções fiscais com a saúde, o corte com despesas no sector da defesa, aumentar os impostos sobre veículos e o imposto sobre o tabaco. Todos os benefícios fiscais serão congelados e o plano de privatizações será acelerado. O IVA da electricidade e do gás também vai subir.


Ontem, em Évora, o Banco Best, em parceria com o NERE – Núcleo Empresarial da Região de Évora realizou uma conferência sobre o impacto do recurso ao Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) na economia portuguesa. Francisco Santos, administrador do Banco Best, explicou que o recurso de Portugal ao FEEF terá impactos no nosso dia-a-dia, não só para as empresas, como também para particulares, “…eu diria que o recurso de Portugal ao Fundo irá ter impactos no nosso dia-a-dia e impactos, desde logo, na nossa atitude, na forma como encaramos a vida, na forma como alocamos os recursos que temos, sejam particulares ou empresas, e portanto, vão ser impactos bastante transversais, não só a nível de empresas, como também de particulares. As empresas, possivelmente, com maiores restrições ao crédito e os particulares também, obviamente, com maior propensão à poupança e menos ao crédito…”.”

[FONTE: http://www.radioplanicie.com/gestao/noticias/index_noticias.php?noticia=4592]

Exposição de Arte Pastoril Alentejana em Estremoz

          “No próximo dia 15 de Junho, quarta-feira, pelas 18:30 horas, na Galeria de Exposições da Casa de Burgos, em Évora, será inaugurada a Exposição “Arte Pastoril Alentejana”.
A exposição integra peças do Museu Rural de Estremoz e de coleccionadores particulares do Alentejo, podendo ser visitada até dia 15 de Julho, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.
A organização desta exposição é uma iniciativa da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz.
Para mais informações, consulte o site da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, www.cultura-alentejo.pt .”

[FONTE: http://local.destakes.com/evora/ ; http://www.destakes.com/redir/4d9b98989293c31e6f7098b24b5cffb4]

Infobus do Voluntariado em Évora para consciencializar os jovens

          “A Vereadora da Câmara Municipal de Évora, Cláudia Sousa Pereira, visitou o “Infobus do Voluntariado” que passou esta semana por Évora e procura dar a conhecer o princípio do voluntariado e a importância deste na sociedade, incentivando os jovens a serem voluntários em instituições, dedicando o seu trabalho e talento a causas de interesse social e comunitário. 

Esta campanha itinerante nacional insere-se no Ano Europeu do Voluntariado, que se assinala em 2011, e é dinamizada pela Federação Nacional das Associações Juvenis e pela Entrajuda – Apoio a Instituições de Solidariedade Social, contando com a colaboração das entidades locais. 

Em Évora, as entidades envolvidas foram a Escola Profissional da Região Alentejo (EPRAL) e a Câmara Municipal de Évora, tendo o espaço/carrinha do “Infobus do Voluntariado” ficado estacionado junto à EPRAL e recebido jovens ao longo de todo o dia, nomeadamente alunos daquela instituição.  

Os jovens que não puderam aceder a esta campanha em Évora têm ainda forma de obter informações, conhecer propostas ou inscrever-se na rede social do voluntariado criada no Faceboook, denominada volunteerbook, podendo também ir ao maior site português de voluntariado www.bolsadovoluntariado.pt procurar uma instituição ou projecto que precise de voluntários onde poderão dar o seu contributo. As instituições também podem contactar os jovens desta forma.  

Ambiente, Animais, Cidadania, Cultura, Desporto, Direitos Humanos, Política e Solidariedade são as principais áreas de trabalho. O Infobus vai agora mais para o Sul, em direcção a Beja e ao Algarve, seguindo mais tarde para o Norte do País. 

A Vereadora Cláudia Sousa Pereira aceitou o convite dos organizadores para conhecer este espaço/stand onde, com a colaboração de jovens monitores, são desenvolvidas actividades lúdicas educativas e distribuída informação relacionada com o voluntariado e que, durante os meses de Junho e Julho, irá percorrer 20 concelhos dos 18 distritos de Portugal Continental.

“No voluntariado não ganha só quem recebe, ganha também quem dá e isso é muito interessante”, sublinhou a Vereadora após a visita feita ao Infobus, mostrando o seu inteiro apoio a esta causa de importância tão significativa, que através da utilização das novas tecnologias da informação abrange cada vez mais pessoas e permite que todos os envolvidos beneficiem do trabalho desenvolvido nesta área. 

Salientou também a utilidade do volunteerbook para a autarquia eborense, possibilitando que esta divulgue todas as acções e programas que realiza no domínio do voluntariado a um leque ainda mais vasto de pessoas nos mais diversos concelhos e regiões do País, dando como exemplo o facto de um jovem que venha estudar para a Universidade de Évora ou para outra instituição eborense, poder agora aceder logo ao site e planear a sua vida futura, inscrevendo-se nos projectos que mais aprecia e mantendo assim o seu espírito voluntário activo.”

[FONTE: http://local.destakes.com/evora/ ; http://www.destakes.com/redir/b71180f9f28e037c18b8f677e07c2698]

Queixa contra encerramento do Centro de Artes Tradicionais de Évora

A Associação de Defesa do Artesanato do Alentejo anunciou esta quarta-feira ter apresentado uma queixa formal, junto da Comissão Europeia, contra a transformação do Centro de Artes Tradicionais de Évora em Museu do Design e do Artesanato.

 

De acordo com a agência Lusa, o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo, António Ceia da Silva, escusou-se a fazer comentários, alegando que esta é “apenas mais uma queixa”. 

“Não nos merece qualquer espécie de comentário, porque esta associação já fez queixas para muitas instituições”, disse Ceia da Silva, garantindo que os promotores do museu estão “perfeitamente tranquilos em relação a todas as queixas”.  

O novo Museu do Design e do Artesanato – “Colecção Paulo Parra” deverá abrir as portas durante este Verão nas instalações do Centro de Artes Tradicionais, edifício localizado no centro histórico da cidade, fruto de uma parceria entre a Turismo do  Alentejo, a Câmara de Évora e o coleccionador Paulo Parra.  

Também em declarações agência Lusa, o presidente da Perpetuar Tradições, Associação  de Defesa do Artesanato do Alentejo, Tiago Cabeça, explicou que em causa está a utilização do espaço para “fins diferentes daqueles que justificaram a concessão de subsídios comunitários”.  

“Foram utilizados fundos comunitários para a recuperação do Centro de Artes Tradicionais, antigo Museu do Artesanato de Évora, mas sem uma justificação plausível o propósito do Centro de Artes Tradicionais foi alterado para Museu do Design de um privado”, adiantou o mesmo responsável.  

Alegando que “fundos comunitários são utilizados para fins públicos e não para financiar museus privados”, Tiago Cabeça adiantou que a queixa seguiu para Bruxelas depois de a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA) “nada ter feito”.  

“Tivemos mais de seis meses à espera de uma posição por parte da CCDRA,  mas não houve qualquer tipo de atitude”, lamentou.

Já o responsável pela Turismo do Alentejo disse que gostava que a Associação Perpetuar Tradições “tivesse um conjunto de actividades importantes na área das tradições”, em vez de “assumir apenas uma posição sistemática contra  o Museu do Artesanato e do Design”.”

[FONTE: http://local.destakes.com/evora/ ; http://www.destakes.com/redir/b0aa8e5bedf998ea39af905a10cf7155]

Feira de S. João 2011 – 23-06-2011 a 03-07-2011

Évora acolhe Congresso Iberoamericano de Suinicultura

          “O II Congresso Iberoamericano de Suinicultura decorrerá em Évora de 21 a 24 de Junho, contando com a presença de congressistas provenientes de 21 países. Economia e o Futuro da Fileira da Carne de Porco – “A CARNE POR EXCELÊNCIA” será o tema central deste congresso.

Salienta-se ainda o facto do II Congresso Iberoamericano de Suinicultura prever no seu programa uma forte componente social, destacando-se a realização de um “mega churrasco” e de uma Pig Parade.”

[FONTE: http://www.cyberjornal.net/index.php?option=com_content&task=view&id=14337&Itemid=32]

 

Évora: Universidades sénior em debate

          ““Aprender não tem rugas” é o nome de uma conferência sobre o impacto da universidade sénior na terceira idade que se realiza hoje em Évora.

A iniciativa, que conta com a participação de especialistas e alunos, decorre durante esta manhã no Fórum Eugénio Almeida.”
 
(Data da realização do evento: 15 Junho 2011)
 

Companhia Nacional de Bailado actua no Teatro Municipal Garcia de Resende em Évora

          “A Companhia Nacional de Bailado apresenta “Uma coisa em forma de assim”no próximo dia 22, pelas 21:30 horas, no Teatro Municipal Garcia de Resende, em Évora.

Este espectáculo, uma co-produção Ministério da Cultura – Direcção Regional de Cultura do Alentejo e Câmara Municipal de Évora, insere-se na digressão nacional que a Companhia está a realizar pelos teatros municipais de todo o país para dar a conhecer ao público esta obra co-criada por um grupo dos mais importantes coreógrafos portugueses: Clara Andermatt, Francisco Camacho, Benvindo Fonseca, Rui Lopes Graça, Rui Horta, Paulo Ribeiro, Olga Roriz, Madalena Victorino e Vasco Wellenkamp. 
 
Segundo a Companhia Nacional, “A união destes criadores, com percursos coreográficos muito diferentes, em torno da Companhia Nacional de Bailado, para além do simbolismo inerente que desejamos sublinhar, pretende conjugar as qualidades dos corpos altamente disciplinados e tecnicizados dos intérpretes da Companhia, com a diversidade de entendimentos sobre a criação coreográfica contemporânea”. 
 
A coreografia e figurinos são da autoria de Clara Andermatt, Francisco Camacho, Benvindo Fonseca, Rui Lopes Graça, Rui Horta, Paulo Ribeiro, Olga Roriz, Madalena Victorino, Vasco Wellenkamp, enquanto que a música e interpretação musical ao piano ficam a cargo de Bernardo Sassetti.”

[FONTE: http://local.destakes.com/evora/ ; http://www.destakes.com/redir/8d7aa88f2e8d6a00330fb62e00bf0a70]