Reguengos de Monsaraz

Vista aérea de Reguengos de Monsaraz.

          Cidade Alentejana marcada especialmente pela componente agrícola, encaixada na magnífica planície alentejana e no azul da Albufeira do Alqueva, Reguengos de Monsaraz é célebre sobretudo pela qualidade do vinho produzido nesta região.

A história de Reguengos de Monsaraz confunde-se com a de Monsaraz, uma das aldeias mais importantes do concelho. É uma região de antiga ocupação humana, e nos seus limites encontram-se inumeráveis vestígios Paleolíticos que confirmam e existência de culturas de outro tempo. Aqui habitaram romanos, visigodos e muçulmanos, e foi em 1167, o Rei D. Afonso Henriques conquistou a cidade aos mouros.

A natureza envolvente é o maior chamariz de Reguengos de Monsaraz.

Existem diversos pontos de interesse nesta região, como a Igreja de Santo António (século XIX, em estilo neogótico), ou a Herdade do Esporão, e todo o património megalítico encontrado por todo o concelho.

Região de tradições bem mantidas e protegidas, é igualmente conhecida pela qualidade do seu artesanato reconhecido a nível nacional, como é o caso da olaria de São Pedro do Corval, o primeiro centro oleiro do País, e o conhecido fabrico das mantas de Reguengos, que remonta às próprias origens da vila.

As vinhas circundantes produzem vinhos famosos e de grande qualidade, embora a tradição da vinha e de vinho tenha apenas surgido a partir do século XIX, vinhos estes que seguem na perfeição a gastronomia Alentejana servida nas mesas de Monsaraz, onde se encontram entre tantos outros pratos a Açorda de Peixe do Rio, o Ensopado de Borrego ou o Bolo Rançoso.

CARMIM - Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz.

 

[FONTE: http://www.guiadacidade.pt/pt/poi-reguengos-de-monsaraz-16563]

 

Anúncios