Agricultura de conservação praticada no Alentejo para proteger solo contra a erosão

          ” Há 10 anos, Ricardo Freixial resolveu “revolucionar” a sua exploração agrícola, perto de Évora, e não se arrepende. Abandonou métodos tradicionais e adotou práticas agrícolas de proteção do solo, com ganhos agronómicos, ambientais e económicos.

“Estava a seguir técnicas que agronómica e ambientalmente não eram sustentáveis, o que fez com que eu alterasse o meu sistema de instalação de culturas”, disse o agricultor.

A partir de 2001, “rendeu-se” aos resultados da investigação de Mário de Carvalho, da Universidade de Évora (UÉvora), e adotou a sementeira direta e a agricultura de conservação.”

[FONTE: http://tv2.rtp.pt/noticias/index.php?t=Agricultura-de-conservacao-praticada-no-Alentejo-para-proteger-solo-contra-a-erosao.rtp&article=452164&layout=10&visual=3&tm=6]

Os comentários estão fechados.