Queixa contra encerramento do Centro de Artes Tradicionais de Évora

A Associação de Defesa do Artesanato do Alentejo anunciou esta quarta-feira ter apresentado uma queixa formal, junto da Comissão Europeia, contra a transformação do Centro de Artes Tradicionais de Évora em Museu do Design e do Artesanato.

 

De acordo com a agência Lusa, o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo, António Ceia da Silva, escusou-se a fazer comentários, alegando que esta é “apenas mais uma queixa”. 

“Não nos merece qualquer espécie de comentário, porque esta associação já fez queixas para muitas instituições”, disse Ceia da Silva, garantindo que os promotores do museu estão “perfeitamente tranquilos em relação a todas as queixas”.  

O novo Museu do Design e do Artesanato – “Colecção Paulo Parra” deverá abrir as portas durante este Verão nas instalações do Centro de Artes Tradicionais, edifício localizado no centro histórico da cidade, fruto de uma parceria entre a Turismo do  Alentejo, a Câmara de Évora e o coleccionador Paulo Parra.  

Também em declarações agência Lusa, o presidente da Perpetuar Tradições, Associação  de Defesa do Artesanato do Alentejo, Tiago Cabeça, explicou que em causa está a utilização do espaço para “fins diferentes daqueles que justificaram a concessão de subsídios comunitários”.  

“Foram utilizados fundos comunitários para a recuperação do Centro de Artes Tradicionais, antigo Museu do Artesanato de Évora, mas sem uma justificação plausível o propósito do Centro de Artes Tradicionais foi alterado para Museu do Design de um privado”, adiantou o mesmo responsável.  

Alegando que “fundos comunitários são utilizados para fins públicos e não para financiar museus privados”, Tiago Cabeça adiantou que a queixa seguiu para Bruxelas depois de a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA) “nada ter feito”.  

“Tivemos mais de seis meses à espera de uma posição por parte da CCDRA,  mas não houve qualquer tipo de atitude”, lamentou.

Já o responsável pela Turismo do Alentejo disse que gostava que a Associação Perpetuar Tradições “tivesse um conjunto de actividades importantes na área das tradições”, em vez de “assumir apenas uma posição sistemática contra  o Museu do Artesanato e do Design”.”

[FONTE: http://local.destakes.com/evora/ ; http://www.destakes.com/redir/b0aa8e5bedf998ea39af905a10cf7155]

Os comentários estão fechados.